Arquivo da tag: rua do comércio

5º Encontro de Criadores é destaque na Casa da Frontaria Azulejada

Por Secult Santos

Intervenções artísticas, oficinas, bate-papo e espaço gastronômico. Mais que um bazar que projeta produtos de vários gêneros, o Encontro de Criadores é uma plataforma multicultural que desenvolve a cultura da economia criativa. O evento retorna à Casa da Frontaria Azulejada (Rua do Comércio, 92, Centro Histórico) entre os próximos dias 9 e 11, das 14h às 22h, em sua 5ª edição.

A programação traz como destaque o workshop de ‘Desenho de som e Trilhas Sonoras’, com o Coletivo Teremin, e a roda de conversa ‘Visões Criativas’, com Rafael Sobral (janelas.tv.br), Eduardo Ricci (Cineme-se) e os idealizadores do movimento de fotografia mobile ‘Tumobgrafia’.

A entrada é gratuita, mas os visitantes podem doar um livro, que será destinado ao projeto ‘Leia Santos – Um Incentivo À Leitura’, da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), ou um brinquedo em bom estado, que será entregue a projetos sociais. Outras informações na página http://www.facebook.com/encontrodecriadores.

Confira a programação:

>> Sextaf-eira (9) | 18h – Mpblack; 20h – Vibehouse;
>> Sexta-feira (9) e sábado (10), das 14h às 17h | Oficina de desenho de som & trilhas;
>> Sábado (10) | 15h – M.R.C Terreiro 13 – Núcleo de preservação e resgate de sambas de terreiro; 20h – Modernage;
>> Sábado (10), às 17h30 | Bate-papo ‘Visões Criativas’;
>> Domingo (11) | 19h – Diego Alencikas e banda Maracutaia; Discotecagem de Be Amarante e Juba Garcia.

 

3º Encontro de Criadores acontece na Casa da Frontaria Azulejada

A artista plástica Ariadne com seu trabalho distinto em papel, Lasca Oficina com itens decorativos feitos de sobras de shapes de pranchas e skates e Pantala Calçados com produtos fabricados de forma artesanal e sem nenhum material de origem animal e o coletivo santista de fotos Bike Galeria: estes são apenas alguns dos artistas e marcas que vão somar seus talentos e produções ao 3º Encontro de Criadores. O evento será neste sábado e domingo (dias 16 e 17), das 14h às 22h, na Frontaria Azulejada (Rua do Comércio, 96/Santos).

Descrita pelo curador e organizador do Encontro, o produtor cultural Heitor Ramos, como um lugar mágico, a antiga construção vai reunir música, arte, criatividade e gastronomia sob seu teto. O empreendedorismo criativo terá espaço através de produtos autorais de moda, decoração, bike e truck foods, além de oficinas, rodas de conversa, intervenções artísticas e apresentações musicais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

*Informações o Jornal da Orla

 

‘Projeto Bispo’ é premiado no 1º Festival de Teatro de Barbacena

O espetáculo santista ‘Projeto Bispo – Tratados como bicho, comportam-se como um’ foi a principal montagem do 1º Festival Nacional de Teatro de Barbacena, em Minas Gerais. O grupo O Coletivo foi contemplado com os prêmios de melhor espetáculo, melhor cenografia, melhor maquiagem, melhor ator com Wendell Medeiros, melhor atriz com Renata Carvalho e melhor direção com Kadu Veríssimo.

A trama é uma colagem de experiências sobre moradores em situação de rua com a trajetória artística e de vida de Arthur Bispo do Rosário, artista plástico notório no cenário brasileiro com centenas de obras criadas em sucata: de estandartes até objetos domésticos. No entanto, em vida, foi duramente marginalizado a ponto de passar décadas internado no Hospício Pedro 2º ou Hospício da Praia Vermelha.

02O drama das casas de internação e a luta antimanicomial é também aliado a um dos fatos mais tristes do próprio município mineiro. É que lá ocorreu a permanência do Hospital Colônia, instituição semelhante onde mais de 60 mil pessoas perderam a vida pelas condições insalubres e tratamentos de lobotomia e psiquiátricos condenáveis. Tais dramas foram retratados no livro-reportagem ‘Holocausto Brasileiro’, que ajudou na composição do teatro de rua premiado.

Temporada em Santos

A temporada do ‘Projeto Bispo – Tratados como bicho, comportam-se como um’ prossegue em julho a partir do dia 13. A peça percorre as ruas do centro com seus personagens cheios de paixões, loucura e incompreensão. A direção é de Kadu Veríssimo. Saída da Praça Mauá e término na Casa da Frontaria Azulejada. Rua do Comércio, 96, Centro. Classificação: 18 anos. 20h. Ingressos: Uma lata de leite em pó ou um quilo de alimento não perecível. Todas as segundas-feiras de julho.

*Lincoln Spada