Arquivo da tag: sarau

Versos de Patativa compõem novo Sarau Poetas Vivos

Informações do Sarau Poetas Vivos

O Sarau Poetas Vivos realiza tributo a Patativa do Assaré (1909-2002) nesta quinta-feira (20/dez), às 16h, na Rua Paraguai, 155/Santos, com entrada franca. A atividade será realizada pelas poetas Jaira Presa e Regina Azenha, acompanhadas de Sol Martines e Arcas, respectivamente na voz e no violão.

Os poemas escolhidos para esta edição ressaltam um pouco da vida simples do sertão brasileiro e das belezas naturais. Patativa foi um poeta e repentista que se tornou em um dos principais representantes da arte popular nordestina do século 20. Com uma linguagem simples, porém poética, retratava a vida sofrida e árida do povo do sertão.

Em Itanhaém, Praça Ladeira recebe a mostra ‘Arte na Praça’

Por Prefeitura de Itanhaém

Você sabia que em Itanhaém há uma ONG que visa integrar os jovens talentos no mundo artístico? Desde 2014, a ONG Utopus realiza eventos culturais com os jovens pela Cidade. E neste ano, os saraus promovidos pelo coletivo foram contemplados pelo Programa de Ação Cultural (ProAC), uma iniciativa do Governo do Estado.

O lançamento do projeto “Arte na Praça” acontecerá nesta sexta-feira (21), a partir das 18 horas, no palco da Praça Ladeira, no Centro Histórico. O tema do evento é a diversidade e terá apresentações de dança, canto, declamação de poesia e qualquer outro tipo de manifestação artística, pois o palco será aberto ao público.

A Academia Itanhaense de Letras e bandas de outras regiões também terão participação no sarau, que tem programação até às 23 horas desta sexta-feira. Além disso, o evento incluirá todos os públicos, pois uma intérprete de sinais comunitária estará à disposição. Ao todo, serão 15 saraus que rodarão as praças de Itanhaém distribuindo talento e cultura. Este é o primeiro e o último está previsto para agosto de 2019. Confira a programação:

>> 18h | Sarau multicultural aberto
>> 20h | Banda Elize
>> 20h20 | Garagem Sem Teto
>> 21h | RockSing
>> 21h30 | Performance Núcleo LGBTI de Peruíbe
>> 22h | Baobá de Malé (grupo do Quilombo de Peruíbe)
>> 23h | Encerramento com a banda Tripska

 

Autoras brasileiras são homenageadas em sarau neste sábado

Por Clara Sznifer
.
As autoras Adélia Prado, Alice Ruiz, Cecília Meireles, Cora Coralina e Hilda Hilst terão suas vidas e obras homenageadas no Sarau Um Autor na Ciranda Poética, que ocorre neste sábado (4/nov) de modo gratuito às 15h30, na Aliança Francesa de Santos (Rua Rio Grande do Norte, 98/Santos).
.
O projeto é realizado mensalmente aos primeiros sábados do local, sempre em relação de pesquisa de vida e obra de um escritor consagrado. O evento tem a coordenação literária assinada por Clara Sznifer e a coordenação musical por parte de Roberto Soares, com apoio cultural da própria Aliança Francesa de Santos.
.
Adélia Prado (1935) é uma escritora e poetisa brasileira. Recebeu da Câmara Brasileira do Livro, o Prêmio Jabuti de Literatura, com o livro “Coração Disparado”, escrito em 1978. Mineira de Divinópolis, sua obra recria numa linguagem despojada e direta, a vida e as preocupações dos personagens do interior mineiro.
.
Já Alice Ruiz (1946) é uma poetisa e compositora brasileira. Com mais de 20 livros publicados, tem seus poemas traduzidos e publicados em diversos países. Por sua vez, Hilda Hilst foi uma poeta, ficcionista, cronista e dramaturga brasileira. É considerada pela crítica especializada como uma das maiores escritoras em língua portuguesa do século 20.
.
Ainda, Cecília Meireles (1901-1964) foi poetisa, professora, jornalista e pintora brasileira. Foi a primeira voz feminina de grande expressão na literatura brasileira, com mais de 50 obras publicadas. Com 18 anos estreia na literatura com o livro “Espectros”. Participou do grupo literário da Revista Festa, grupo católico, conservador e anti-modernista. Dessa vinculação herdou a tendência espiritualista que percorre seus trabalhos com frequência.
.
Por fim, Cora Coralina (1889-1985) nasceu na cidade de Goiás, no dia 20 de agosto de 1889. Seu nome de batismo era Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas. Tornou-se doceira, ofício que exerceu até os últimos dias de sua vida. Famosos eram os seus doces de abóbora e figo.

Sarau literário envolve linguagens artísticas na Biblioteca Central

Por Lincoln Spada
.
Atividade gratuita será realizada na noite da próxima quinta-feira
Neste mês, a Biblioteca Central volta a receber as edições mensais da iniciativa Sarau Literário, a ser realizado nesta quinta-feira (dia 26), às 19h30, com entrada franca na Avenida Nove de Abril, 1977, Centro. Trata-se de uma iniciativa da Sociedade Amigos da Biblioteca Pública Municipal e Arquivo Histórico Professor João Rangel Simões, com apoio da Prefeitura de Cubatão, via Secretaria da Cultura.
.
Já tradicional há anos no espaço municipal, o evento envolve autores e músicos locais que prestigiam e partilham suas obras junto ao público formado por estudantes e comunidade em geral. O sarau tem como objetivo ser um encontro aberto que se caracteriza pelo estímulo e reconhecimento da livre expressão artística do cidadão.
.
Comumente estruturado a partir da literatura, com prosa e poesia, o evento também envolve diferentes manifestações artísticas vinculadas às diversas linguagens, buscando a promoção do interesse de uma comunidade pela criação nos diferentes campos das artes. Assim, os realizadores convidam a população em também se sentirem protagonistas desse encontro.

Mia Couto é homenageado em sarau poético em Santos

Por Clara Sznifer

O autor Mia Couto é o grande homenageado na nova edição do sarau ‘Um autor na ciranda poética’. O evento será neste sábado (dia 14), ás 15h30, na Aliança Francesa de Santos (R. Rio Grande do Norte, 98/Santos). Entrada franca.

Com coordenação literária de Clara Sznifer e musical de Roberto Soares, a iniciativa conta com apresentações de poemas, músicas, vídeos e comentários sobre a obra do escritor moçambicano. Antônio Emílio Leite Couto, mais conhecido por Mia Couto, nasceu em 5 de Julho de 1955 na cidade da Beira em Moçambique. É filho de uma família de emigrantes portugueses.

Mia Couto é um “escritor da terra”, escreve e descreve as próprias raízes do mundo, explorando a própria natureza humana na sua relação umbilical com a terra. É o único africano que é membro da Academia Brasileira de Letras, como sócio correspondente. Atualmente é o autor moçambicano mais traduzido e divulgado no exterior e um dos autores estrangeiros mais vendidos em Portugal.

As suas obras são traduzidas e publicadas em 24 países. Várias das suas obras têm sido adaptadas ao teatro e cinema. Tem recebido vários prêmios nacionais e internacionais, por vários dos seus livros e pelo conjunto da sua obra literária.

É, comparado a Gabriel Garcia Márquez e Guimarães Rosa. Seu romance Terra sonâmbula foi considerado um dos dez melhores livros africanos do século 20. Em 1999, o autor recebeu o prêmio Vergílio Ferreira pelo conjunto de sua obra e, em 2007 o prêmio União Latina de Literaturas Românicas.

 

Martins Fontes é o homenageado no Sarau Um Autor na Ciranda Poética

Por Clara Sznifer

O projeto Sarau ‘Um Autor na Ciranda Poética’ homenageia o escritor Martins Fontes neste sábado (dia 5), às 15h30, na Aliança Francesa de Santos (Rua Rio Grande do Norte, 98/Santos). O evento tem coordenação literária de Clara Sznifer e coordenação musical de Roberto Soares.

Curta-metragem

Um dos destaques é a exibição do filme ‘Como é Bom Ser Bom’. Trata-se de um curta-metragem que mostra um episódio da vida do médico e poeta santista José Martins Fontes (1884 – 1937). Com idealização do cineasta santista Carlos Oliveira e do ator Osvaldo Araújo, aborda o caso em que Martins Fontes realizou, em seu consultório particular, o tratamento de uma grave doença de uma senhora que não tinha condições financeiras de pagar as consultas.

No T.N.Q., Terçarau reúne vários talentos artísticos na Vila São Jorge

Informações de Jair Moreira

O dispositivo cultural Teatro no Quintal (TNQ) realiza o Terçarau a partir desta terça-feira (dia 28), sempre às 20h. “Artistas, venham expor seu talento!”, convidam os organizadores para a comunidade artística da Baixada Santista. O TNQ fica na Rua Costa Rego, 318, Vila São Jorge, São Vicente.

O mais novo espaço alternativo de São Vicente conta com palco para apresentações, espaço para cursos e workshops relacionados a arte e um bar, para deixar o visitante bem acomodado. O Dispositivo Cultural T.N.Q oferece espaço para temporadas teatrais, musicais, shows e outros eventos artísticos.