Arquivo da tag: secretaria de cultura

Bloco Cultural recebe solo de dança e palestra sobre empoderamento feminino 

Por Ricardo Vasconcellos | Foto: Fernando Q. Barros

Na próxima sexta-feira (15/mar), às 20h, o Bloco Cultural Dr. José Edgard da Silva (Praça dos Emancipadores, s/nº/Cubatão) recebe atrações especiais em homenagem ao mês da mulher com a realização da Prefeitura via Secult. A entrada é franca.

A noite será aberta para com a apresentação do solo ‘Mais do que palavras’ com a bailarina Yasmin Mattos e coreografia de Claudionor Alves, premiados no Festival Internacional de Dança de Joinville com este trabalho. Em seguida o público poderá conferir a palestra ‘Empodere-se’.

Trata-se de um método desenvolvido pelo Movimento Empoderar, que se baseia em três pilares do empoderamento: saúde, prosperidade e autoridade. Entendem que o desenvolvimento pessoal proporciona à mulher a clareza das suas potencialidades e objetivos, se permitindo ser quem verdadeiramente ela nasceu para ser.

A partir dessa descoberta, é possível ter uma vida com equilíbrio e sucesso. O Movimento Empoderar é formado por três mulheres: Daniela Tineo, Patricia Callejon e Vanessa Boff. Elas têm como missão o desenvolvimento humano, usando a experiência pessoal e as vivências de cada uma, associadas a diferentes ferramentas de programação neurolinguística, neurociência, entre outras ciências.

Monumento a Braz Cubas receberá intervenção da Secult e Nova Acrópole

Por Secult Santos | Foto: Memória Santista

A Coordenadoria de Museus e Galerias da Secretaria de Cultura de Santos (Secult) recebe os voluntários da organização internacional de filosofia, cultura e voluntariado Nova Acrópole–Santos para a 12ª edição do Projeto Clio. A ação de limpeza ocorrerá no monumento a Braz Cubas (Praça da República, no Centro Histórico), fundador da vila de Santos. A atividade será nesta quinta-feira (24/jan), às 9h, dentro da comemoração dos 473 anos da Cidade.

Além de colaborar no serviço de limpeza, orientado pela Secult, os voluntários também vão expor varal de poesias de poetas santistas e realiza a Roleta das Virtudes, cujo objetivo é trazer, por meio da interação com o público, reflexões sobre valores e princípios humanos baseadas na filosofia.

Feita pelo artista italiano Lorenzo Mazza, a obra em homenagem a Braz Cubas é o primeiro monumento da Cidade. Com 8 metros de altura, a peça carrega vários símbolos. A face de Braz Cubas aparece rodeada de outras figuras humanas que representam o comércio, a navegação e o gênio de Santos.

A ação voluntária de limpeza dos monumentos de Santos realizada pelos alunos e docentes da Nova Acrópole-Santos objetiva valorizar e preservar a memória municipal e nacional, representada pelos personagens exaltados nas obras. Ainda, é uma via de expressão dos alunos filósofos e voluntários, que sabem que o altruísmo pode tornar o mundo um lugar melhor.

 

Em Guarujá, alunos de cursos da Secult apresentam seus trabalhos

Por Prefeitura de Guarujá

Em dezembro diversos pontos de Guarujá foram palcos para as apresentações de encerramento do semestre dos cursos oferecidos pela Secretaria de Cultura. O público pôde prestigiar encenações teatrais, apresentações de ballet, piano, violão, mostras de artesanatos, entre outras atividades. E, para finalizar a programação artística e cultural de 2018, os alunos de canto e violão do Anfiteatro Ferreira Sampaio (Av. Oswaldo Aranha, 80, Jd. Maravilha) se apresentam nesta na quarta (19/dez) às 19h.

O Teatro Municipal teve seus assentos lotados pelo público para assistir aos alunos do Ballet, também recebeu entre 3 e 5/dez, a mostra de artesanato, encenações teatrais e audição de piano. No Perequê, os alunos de artesanato confeccionaram um presépio e decorações de natal, e o grupo de violão também se reuniu na última sexta (14/dez) para fechar o ciclo.

Os alunos da Usina Hip Hop, no último sábado (15/dez), escolheram a Praça 14 Bis como palco para apresentações de teatro, canto, musicalização e discotecagem. No Anfiteatro Ferreira Sampaio, nos dias 15 e 17/dez, a mostra de espetáculos infantis apresentou ‘O Natal em OZ’, ‘O Mistério de Feiurinha’ e ‘Peter Pan no Sítio do Pica Pau Amarelo’ encantando o público.

 

Curso de Formação de Escritores conquista Troféu ProLer

Por Secult Santos

O Curso Livre de Formação de Escritores, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult) no Centro de Atividades Integradas (Cais) Milton Teixeira (Av. Rangel Pestana, 150, na Vila Mathias), conquistou na última quinta-feira (26), o Troféu ProLer na categoria Secretaria de Cultura. A premiação ocorreu no evento ProLer/Baixada Santista – Unisanta.

“Ganhar essa categoria reforça o papel que a Cultura tem na promoção e incentivo à escrita literária, leitura e ao livro. Santos tem um papel estratégico no cenário regional. Receber esse prêmio indica que o desenvolvimento artístico e humano da nossa comunidade ganha motivação com reconhecimentos dessa natureza”, afirma a servidora pública Milena Graziela, uma das idealizadoras do curso ao lado da escritora Carolina Zuppo Abed.

Coordenado pelo Núcleo Incentivo à Palavra, do Departamento de Formação e Pesquisa Cultural (Deforpec), da Secult, o curso realizou sua primeira edição este ano e ofereceu aulas gratuitas para 20 alunos, com corpo docente formado por escritores como André Argolo, Mauricio Salles Vasconcelos e Roberto Taddei, além de convidados como Alessandro Atanes e Marcelo Ariel.

Separadas em módulos, as aulas buscam instigar os participantes a escrever e refletir sobre textos de ficção, não ficção e poesia. O curso ainda oferece workshops voltados para possibilidades concretas de publicação das obras.

ProLer

Criado em 1994 em parceria com a Universidade Santa Cecília, por iniciativa da Reitora Profª. Drª. Sílvia Ângela Teixeira Penteado, e atualmente coordenado pela Profª. Conceição Dante, o comitê do ProLer promove cursos de aperfeiçoamento profissional para professores das redes municipal, estadual e particular de ensino, estudantes e demais interessados pela leitura. Também promove oficinas relacionadas ao incentivo à leitura e práticas leitoras. Outras informações na página http://www.unisanta.br/Estrutura/Proler

 

Novo conselho de Cultura de Santos assume dia 25; acesse a nomeação oficial

Por Lincoln Spada

O Conselho de Cultura de Santos já tem o nome dos 22 novos membros da gestão 2017/2019. A nomeação foi publicada no Diário Oficial desta última quarta-feira, pelo atual presidente do conselho, Jamir Lopes. A cerimônia de posse dos novos representantes do Poder Público e da sociedade civil está prevista para terça-feira (dia 25), às 18h30, na auditório do Museu Pelé. Confira a lista:

>> Secretaria de Cultura: Fábio Alexandre de Araújo Nunes (titular); Virgínia Pires da Silva Ierizzi (respectiva suplente); Raquel Cristina Pellegrini Almeida (titular) e Ana Lúcia de Rezende Sant’Anna (respectiva suplente); Vinícius Cesar Sérgio (titular) e Murilo Netto Gonçalves (respectivo suplente).
>> Secretaria de Educação: Renata Paulino da Silva (titular) e Tex Jones Correia Lopes (suplente).
>> Secretaria de Turismo: Jamir Ferreira Lopes (titular) e Wellington Romualdo Gomes de Lima (suplente).
>> Secretaria de Assistência Social: Priscila Vicente (titular) e Elizabete Rodrigues Gatto Gonçalves (suplente).
>> Secretaria de Meio Ambiente: Marcus Neves Fernandes (titular) e Fernando de Souza Mello (suplente).
>> Secretaria de Relações Institucionais e Cidadania: Nicola Margiotta Junior (titular) e Wellington Paulo da Silva Araújo (suplente).
>> Secretaria de Economia e Finanças: Ana Luísa Duarte (titular) e Fremar Pereira Hauck Gávio (suplente).
>> Secretaria de Gestão: Alessandra de Sousa Franco (titular) e Ivo Miguel Evangelista Santos (suplente).
>> Secretaria de Saúde: Devanir Paz (titular) e Soraya dos Santos Nieto (suplente).
>> Patrimônio Histórico Edificado: Leonardo Branco (titular) e Veruska Francisconi Moura (suplente).
>> Carnaval: Luciana Rosalina da Cruz (titular).
>> Audiovisual e Multimeios: Junior Brassalotti (titular) e Eduardo Ferreira Silva (suplente).
>> História e Memória: Marcos Pasquantonio (titular) e José Eduardo de Lima (suplente).
>> Música e Ópera: Theo de Sá Guimarães Cancello (titular) e Mario Tirolli (suplente).
>> Dança e Movimento: Mariana dos Santos Pozett (titular).
>> Teatro e Circo: Caio José Martinez Pacheco (titular) e Maria Izabel Tornatore de Freitas Portela (suplente).
>> Folclore, Artesanato e Cultura Popular: João Paulo Teixeira Pires (titular).
>> Promoção e Produção Cultural: Gabriela Peixoto Ortega (titular) e Orlando Rodrigues (suplente).
>> Livro e Literatura: Lincoln Spada da Silva (titular) e Luiz Antonio Guimarães Cancello (suplente).
>> Artes Visuais: Júlio Cesar Ferreira (titular) e Vlaidner Sibrão de Lima (suplente).

Secretários de Cultura da região debatem no Sesc Santos nesta quinta

Por André Azenha

Com o objetivo de traçar uma reflexão sobre os últimos quatro anos na cultura da Baixada Santista e um prognóstico para o futuro, o 5º CulturalMente Santista – Fórum Cultural de Santos, evento que integra o calendário oficial do município, promove um debate com os Secretários de Cultura da Região, quinta-feira, 16h, na sala 1 do Sesc Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136, Aparecida). A entrada é franca.

Já estão confirmados os secretários Fabião Nunes (Santos), Amauri Alves (São Vicente) e Wellington Borges (Cubatão), Odair Dias Filho (Guarujá), além do diretor executivo da Agência Metropolitana de Santos, Hélio Hamilton. A mediação será da jornalista Nara Assunção.

 

Revista Relevo entrevista secretário de cultura de Guarujá, Odair Dias Filho

Por Lincoln Spada

Desde que a então secretária de cultura Mariângela Duarte aceitou a candidatura à Assembleia Legislativa de SP, a pasta foi assumida pelo seu adjunto, Odair Dias Filho, em abril de 2014. Aos 40 anos, ele também já presidiu o Film Comission na Cidade, e particia da diretoria do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra.

Assistente social e ex-candidato ao Legislativo pelo PCB, Odair marcou sua gestão com a busca por políticas públicas culturais e a criação de equipamentos e programas descentralizados que ampliassem a viés cidadã da cultura. Em entrevista virtual à Revista Relevo, o atual secretário faz um balanço sobre o mandato durante a gestão da prefeita Maria Antonieta.

As artes urbanas e a cultura negra tiveram relevância na atual gestão da Secult, principalmente com a entrega da Usina de Hip Hop com estúdio municipal. Como se deu a criação deste equipamento e como a Secult observa o panorama deste segmento em Guarujá?

a3A atual gestão da Secretaria de Cultura de Guarujá sempre manteve diálogos constantes com todas as classes artísticas da Cidade, fomentando a Cultura em toda sua plenitude. Em reuniões com o movimento negro e o movimento hip hop, entregamos recentemente a Usina no Hip Hop, em uma área de alta vulnerabilidade social.

O surgimento do equipamento se deu por conta de uma reivindicação e ao mesmo tempo uma necessidade do movimento de expressar sua cultura e sua arte tão importantes nas relações sociais contemporâneas. Diante disso, as intervenções urbanas com ênfase nos quatro elementos do hip hop têm papel relevante na construção de uma sociedade mais justa e na autonomia popular, do jovem negro e da periferia.

O desafio exitoso foi planejar e transformar essas demandas em política pública. Hoje, o equipamento oferece oficinas de Grafite, Aerografia, Dança, Rima, DJ Break Dance, além de um estúdio de gravação próprio. Nos próximos dias, deverá ser publicado um decreto que institui a gestão compartilhada da Usina, com o movimento inclusive na curadoria do estúdio, que em breve será inaugurado.

Após hiato desde 2011, o Teatro Procópio Ferreira foi reaberto há pouco mais de um ano. Neste período, pode-se considerar que o equipamento já retomou as produções artísticas locais e conta com bom público em suas atividades?

a5O Teatro Municipal Procópio Ferreira tem cumprido seu papel no processo de democratização de seu espaço entre as companhias e grupos locais. Por meio de editais, os artistas de teatro, música e dança têm tido a oportunidade de mostrar seu trabalho de forma profissional e com a devida estrutura, que este equipamento completo oferece.

Nesta gestão, um destaque foi o Ateliê Artes do Palco, proporcionado via emenda parlamentar no Congresso. Como a comunidade respondeu ao projeto e até que ponto os deputados da região colaboram com a cultura no âmbito local?

a1O Ateliê Artes do Palco cumpre um importante papel na formação artística inicial e também no uso do seu espaço através de edital. Entendemos que a sua aceitação foi a melhor, pois a população procura sempre participar dos seus cursos.

A Secult ampliou nestes anos a rede de bibliotecas e gibitecas em várias escolas e espaços pela cidade, também realiza concurso literário e um festival municipal para o setor, sendo uma das cidades que mais valoriza este segmento. Que exemplos a secretaria pode demonstrar um possível resultado sobre estas ações de incentivo à leitura?

a1O estímulo à leitura e a produção literária devem ser ferramentas na política pública de cultura e foi explorada de forma constante por esta Administração. A Secult promoveu constantemente festivais literários, como o “Pérolas da Literatura”, feiras de troca de livros, contação de histórias; participação no Pro-ler e ainda as Geladeiras Bibliotecas distribuídas em algumas unidades de saúde do Município.

No atual mandato, a Prefeitura reassumiu a Fortaleza da Barra Grande, a comunidade abriu o Museu Joias da Natureza e ainda há patrimônios públicos a restaurar. Quais são as principais conquistas e entraves do Poder Público em relação aos patrimônios históricos da cidade?

a4A política de Patrimônio Histórico teve seu impulso inicial nessa gestão e caminha de forma ainda tímida, por ser tão especifica. Tivemos grandes conquistas na área, que hoje é coordenada pela secretaria-adjunta, a arquiteta Patrícia Lima, pós-graduada em restauro.

A Fortaleza da Barra virou museu e vem implementando atividades e oficinas constantes em várias áreas de Educação Patrimonial. Além disso, foram aprovados na Agência Metropolitana da Baixada Santista dois projetos de prospecção arqueológica (um da Fortaleza da Barra e um do Forte São Felipe). As licitações estão sendo preparadas.

Outra novidade é a cessão do Forte Itapema restaurado à Prefeitura, pela Receita Federal, sonho antigo da população de Vicente de Carvalho.

Uma discussão frequente na mídia e até em campanhas eleitorais é sobre os Planos Municipais de Cultura. Desenvolvido desde 2014, como está sendo o processo de construção do plano e há previsão dele já estar em vigor até o fim do ano?

a2O Sistema Municipal de Cultura de Guarujá já existe. Temos ainda o Fundo Municipal de Cultura e o Sistema Municipal de Financiamento à Cultura. O próximo passo é a aprovação pela Câmara Municipal, do Plano Municipal de Cultura, que está em fase final pelo Conselho Municipal de Políticas Culturais e a Secult.

No atual mandato, houve um movimento na cidade sobre a emancipação de Vicente de Carvalho e que haveria pouca participação da Prefeitura na região. No setor cultural, também deveria ter maior descentralização de atividades para a população do distrito?

A Secult tem dois equipamentos culturais em Vicente de Carvalho: a Usina Hip Hop e o Anfiteatro Ferreira Sampaio, que oferecem diversas oficinas e cursos, atendendo centenas de munícipes. Além de ações decentralizadas em praças e equipamentos de outras secretarias.

Cidade vizinha, Santos conta com uma verba periódica de cerca de R$ 350 mil para financiamento para dezenas de grupos artísticos locais desde 2010. Se lá é por bilheteria dos teatros municipais, em Guarujá os prefeituráveis desejam leis de incentivo.  Mas com o atual mandato, a Secult vê demanda e alternativas para edital de fomento à cultura na cidade? Qual seria o modelo mais apropriado?

Com o Sistema de Financiamento à Cultura instituído e o Fundo de Cultura também, a partir do próximo ano, Guarujá terá instrumentos legais para publicação de editais de arte e cultura, atingindo os artistas e grupos da Cidade.