Arquivo da tag: sesc

Contos e romances podem ser inscritos no Prêmio SESC de Literatura 2019

Informações do SESC

O Prêmio SESC de Literatura chega com inscrições gratuitas e onlines para o público em geral. As obras inéditas dos escritores podem ser inscritas para concorrer nas categorias Conto e Romance até o dia 14 de fevereiro em: www.sesc.com.br/portal/site/premiosesc.

A edição de 2019 aceitará apenas livros destinados ao público adulto e escritos por maiores de 18 anos. Os vencedores da premiação têm as obras publicadas e distribuídas pela editora Record, com tiragem inicial de dois mil exemplares. De acordo como analista de leitura do SESC, Henrique Rodrigues, o prêmio “promove uma renovação do mercado literário brasileiro ao oferecer uma oportunidade para novos escritores. Desde a sua criação, já teve mais de 12 mil livros inscritos e revelou 27 novos autores”.

Destinado exclusivamente a novos autores, a premiação conta com um processo de curadoria e seleção das obras criterioso e democrático. Na última edição os vencedores foram Juliana Leite, na categoria Romance com ‘Entre as mãos’, e Tobias Carvalho, ganhador da categoria Conto, com ‘As coisas’. Tradicional concurso do segmento, o Prêmio SESC de Literatura ocorre em nível nacional desde 2003.

Kleber Serrado lança “A Rota do Indivíduo” no teatro do SESC Santos

Por Sarah Mascarenhas
.
A história desse projeto teve início há aproximadamente um ano. A busca por sua identidade musical foi longa, e hoje, Kleber Serrado, cantor paulistano radicado em Santos, sabe que está atrelado à busca do ser humano pela inteireza. Assim surgiu um grande projeto construído em etapas. No próximo dia 9 de dezembro (sábado), no teatro do SESC Santos, às 20h, o público poderá conhecer uma dessas etapas, o show “A Rota do Indivíduo”, que percorre o processo da expansão da consciência por meio de canções da MPB. Entradas variam de R$ 5 a R$ 17.
.
Kleber já está na estrada da música há mais de uma década e, como todo artista, passou pelo processo de compreender para onde a música o levaria e onde gostaria de chegar. Numa imersão profunda de “quem é esse cantor?”, Serrado conclui: “Quando ouço uma música eu vejo uma pessoa, e vivo a busca constante por encontrá-la e conhecê-la mais de perto”.
.
Entre “Âmbito”- primeira série com 15 vídeos disponível em seu canal do Youtube e “A Rota do Indivíduo” existe uma fase intermediária, que leva o nome de “Elo”. O intuito desta ação é apresentar a música da maneira como Kleber acredita – “A música deve ser tocada com simplicidade, trazer um grau de pureza em que ela fique nua diante dos sentidos mais profundos do interlocutor”, explica. A fase “Elo” foi inserida nesse show e tem como proposta apresentar algumas músicas “desnudas”.
.
“A Rota do indivíduo”
.
A apresentação dará continuidade a série de vídeos “Âmbito”, lançada em dezembro do ano passado, no canal do Youtube de Kleber. Nesta etapa do projeto, o objetivo era reunir canções e parceiros para falar sobre o que move a vida de tanta gente, além de executar canções que representassem a beleza dessa arte.
.
Inspirado por artistas como Milton Nascimento, Renato Braz, Vitor Ramil, Gilberto Gil, Raul Seixas, Vander Lee, Lenine, Renato Motha e outros, a preparação do show exigiu de Serrado um cuidado extremo com a escolha do repertório. “São canções que agradam ao público de modo geral, mas que trazem questionamentos, gerando um certo incômodo diante da busca pelas respostas, da fragmentação à consciência da inteireza”.
.
Todo o show foi pensado para trazer à tona a força da música como ferramenta humana, desde a montagem do palco até o cenário e a interação com o público, tudo pensado para mexer com espectador.
.
Acompanhado dos músicos Alexandre Birkett (viola e guitarra), Bruno Conde (violão), Lenon Rodrigues (cello), Rodrigo Vilela (Sax) , além das participações especiais de Mateus Sartori (Voz) e Breno Ruiz (piano), o show é uma preparação da mensagem que virá no disco “Kairós”, seu quarto álbum, previsto para 2018. O álbum trará canções inéditas, compostas por amigos que fazem parte dessa trajetória. O tema central das canções será a “busca da transcendência através da consciência”, mas sem misticismo ou qualquer forma de segmentação.
.
O artista acredita que vivemos esse momento de sair da superficialidade, de entender quem somos e como queremos viver, para que no futuro possamos construir uma sociedade mais consciente, altruísta, colaborativa e responsável. Então, aproveite para que você se reconheça nessa rota como indivíduo que és, afim de iniciar a jornada do “busca-te a ti mesmo” tendo a música como companhia.
.
Kleber faz o convite: “Convido cada um de vocês para participar desse encontro e, que juntos possamos olhar e ressignificar algumas canções nessa rota que nos torna mais humanos. Venham todos! Espero vocês no dia 9 de dezembro, às 20h”.
Acompanhe o intérprete através do site oficial e redes sociais.

‘Imersão Trane’ é apresentado gratuitamente no dia 30

Por Marcia Abbud

No ano em que se comemoram os 50 anos de falecimento do compositor de Jazz John Coltrane, e os 60 anos do lançamento de seu primeiro disco de carreira, será apresentado ‘Imersão Trane’, um mergulho musical em bases históricas e didáticas no oceano da produção musical desse mestre que buscava um sentido de busca, aperfeiçoamento e experimentação.

A partir de parcerias musicais ao longo do tempo, o músico Alexandre Faccas encontra hoje oportunidade de reunir músicos com o mesmo sentido nesse desafio de mergulhar em certas composições ‘coltreneanas’, e trazer ao público essa experiência de livre manifestação sobre temas que apontem a trajetória de John Coltrane.

Para isso foi formado um trio de bateria, piano/teclado e baixo com os músicos André William e Fabio Ferreira aliado a três músicos especialistas em sopros, Maurício Fernandes, Rodrigo Vilela e Alberto Massaglia, igualmente inseridos no universo da obra. O show gratuito será no próximo dia 30, às 21h, no Sesc Santos (R. Conselheiro Ribas, 136).

Cenário da dança santista é tema de livro lançado pela Cia Aplauso

Por Sesc Santos

O SESC Santos (R. Cons. Ribas, 136), neste domingo (19/nov), às 17 horas, recebe mais uma ação artística multidisciplinar. A Aplauso Cia de Dança convida a todos para participarem do lançamento de seu primeiro livro que aborda a história da dança contemporânea da cidade nas décadas de 80 e 90, e nos dias de hoje. Da Imaginário Coletivo, “Santos de frente pro mundo” é uma coreografia criada para explorar as múltiplas facetas da cidade, e também os diferentes corpos que integram o elenco e sua formação como bailarinos/intérpretes.

Luciana Raccini sempre teve a intenção de tornar pública a história da dança de Santos. Em seus anos de atuação como educadora de dança, coreógrafa, diretora, produtora e intérprete, ela manteve um registro histórico desse percurso, e principalmente, contar a história das relações afetivas que a dança criou na vida de quem a construiu.

Para realizar este grande projeto, Raccini contou com o apoio de todo o corpo de intérpretes da companhia e dentre eles, Barbara Muglia Rodrigues teve papel fundamental na realização deste projeto. Rodrigues tem o tino de educadora semelhante ao de Luciana, e isso fez com que a diretora solicitasse o olhar da intérprete na criação de uma obra poético-imagética através do olhar dos fotógrafos Lairton Carvalho e Nana Loureiro, que acompanharam o processo de criação da coreografia “Santos de Frente pro Mundo”, desde seu embrião.

 

3º Varal do Design será inaugurado neste domingo

Por Corina de Assis e Felipe Veiga
.
A Mostra bienal nacional de cartazes, o 3º Varal do Design, é aberta a designers e artistas gráficos de todo o país. A cada edição o evento tem um tema único que pretende valorizar a criação autoral em design gráfico, incentivando a criatividade e a originalidade. O objetivo é colocar Santos no roteiro nacional de exposições de Design Gráfico, atraindo assim público de todo o País.  A abertura será neste domingo (12/nov), às 16h, seguindo para visitação até o dia 10 de dezembro no Sesc Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos).
.
O Varal do Design também tem como proposta a discussão de temas relacionados à responsabilidade social, ambiental, questões culturais, valorização da sociedade e local onde se vive, entre outros temas atuais. Nesta terceira edição, o tema é “Minha atitude afeta o mundo”.
.
Os cartazes são um meio de comunicação universal. E muitas vezes, representam mais do que isso — são objetos de desejo, de arte, e, principalmente, de design. Assim, os cartazes estão na parede de casa, enquadrados ou colados; até mesmo no bolso, na agenda ou na camiseta.  Eles tambémtransmitem cultura. A sua essência é múltipla. Expressam a música ou eternizam o cinema. Simbolizam uma época ou gravam um momento. Cartazes expressam atitudes, e invariavelmente carregam uma função política e social; assim como evocam sentimentos.
.
Com curadoria de Márcia Okida, a III Mostra Varal do Design traz 20 cartazes selecionados finais, dentre dos quase 300 enviados de diversos estados do País propondo, cada um com seu conceito estético e linguagem autoral, ações, pensamentos ou atitudes que sugerem possibilidades de mudança.
.
O Sesc, parceiro na realização do Varal do Design desde sua primeira edição, busca estimular a produção e pensamento no desenvolvimento da linguagem do design gráfico e artes visuais, oportunizando um panorama que abarca criações de produtores de imagens de todo o país.

‘Monk em Movimento – Uma perspectiva’ entra em cartaz no Sesc Santos

Por Agregarte Produções | Foto: José Luiz Borges

Um dos maiores gênios da música do século XX, Thelonious Sphere Monk (1917-1982) é uma figura mítica do Jazz. Pianista e compositor, Monk é conhecido por seu estilo singular, técnica pianística pouco ortodoxa, mas, principalmente pelas concepções composicionais e interpretativas.

O certo é que Monk produziu composições que ficaram para sempre inscritas na memória do mundo do Jazz, como: Round Midnight, Bemsha Swing, We See e Monk’s Dream entre outras. A música de Monk joga a todo momento com os elementos da composição, flertando com o ritmo, a harmonia e a melodia, acelerando, atrasando notas e inserindo pausas, recuperando a melodia para novamente reformular, recriando sem contudo desvirtuar do contexto.

O guitarrista e compositor santista Alexandre Birkett toca a música de um dos maiores compositores do Jazz, o genial Thelonious Monk em ‘Monk em Movimento – Uma perspectiva’. O evento será no próximo dia 2, às 20 horas, com entrada franca, na Comedoria do Sesc Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136/Santos). Junto à Birkett desta vez, estão seus parceiros de longa data, Rich Nichols (trompete e flugelhorn), Luiz Monteiro Jr.(sax alto e soprano), Ricardo Bocate (contrabaixo acústico) e Plinio Romero (bateria).

Inspirado não só pela força e originalidade de Thelonious Monk, mas também pelo espírito de dança e celebração que habita sua música, Alexandre Birkett Quinteto vão além do repertório e do universo Monkiano, adicionando elementos das músicas brasileira e latina nas releituras.

É notório que Monk nunca usou guitarristas nas suas apresentações e nos discos (exceto algumas Jam-Sessions com Charlie Christian) e suas composições podem ser chamadas de tudo, menos de guitarrísticas, e esse sem sombra de dúvida foi o maior desafio. Enquanto a música de Monk coloca ênfase nas angularidades e idiossincrasias peculiares ao seu estilo pianístico, a guitarra traz à luz, o lado mais melodioso e lírico de Monk.

 

Curta Santos abre inscrições para curso de roteiro com Romeu Di Sessa

Por Secult Santos

O 15º Curta Santos – Festival de Cinema de Santos está com inscrições abertas para o workshop ‘As Bases de uma História’, ministrado por Romeu Di Sessa, que discorre sobre a estrutura básica do roteiro. Gratuito, o curso ocorre nos dias 19 e 20 de novembro, das 14h às 18h, no Sesc-Santos (Rua Conselheiro Ribas, 136, Aparecida). Escritores, professores, estudantes de Audiovisual, Cinema, Letras e demais interessados acima de 16 anos de idade, podem se inscrever na página https://goo.gl/J6WJ7v. O curso oferece 20 vagas.

Romeu di Sessa é roteirista e diretor há 25 anos. Teve duas peças encenadas: ‘Do Lado de Dentro’, na qual também assina a direção, e ‘Adão, Eva e Mais uns Caras’, com direção de Ernesto Pícolo. Na tevê já escreveu roteiros para o programa ‘Alô Doçura’, do SBT; ‘Antena Coletiva’, na Rede Manchete; e ‘Você Decide’ e ‘Vida ao Vivo’, Rede Globo. Em tevê fechada assina os roteiros de séries como ‘Destino Lua de Mel’, ‘Ciência em Casa’ e ‘Copa do Caos’.

Ainda na televisão dirigiu o programa ‘Rally dos Sertões’, na Record, e uma temporada do programa ‘Diário do Olivier’. No cinema ganhou oito prêmios com o curta ‘Átimo’, que também dirigiu, entre eles Kikito de melhor filme. Colaborou ainda na elaboração dos longas ‘Minhocas’ e ‘Confia em Mim’.

Romeu acompanhou vários cursos de roteiros. Entre os mais importantes estão os de Robert Mckee e Syd Field. Já ministrou um curso chamado ‘A Anatomia de um Filme’ em empresas, espaços culturais como o Sesc Vila Mariana e no Museu da Imagem e do Som de São Paulo.