Arquivo da tag: som

MISS seleciona trabalhos fotográficos e instalações audiovisuais

Por Secult Santos

O Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss) abriu o processo seletivo para exposições. Os interessados em apresentar seus projetos (já prontos) de mostras fotográficas ou instalações audiovisuais devem enviar o material para a curadoria do local pelo e-mail daviribeiro@santos.sp.gov.br. O Miss fica no piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão, na Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.

O ano de 2018 foi marcado pela produção artística das mulheres no Miss. O espaço abrigou 14 exposições, todas realizadas por fotógrafas. Muitas artistas tiveram, pela primeira vez, a oportunidade de expor suas obras. Algumas delas com temas ligados à violência contra a mulher, preconceito e invisibilidade da mulher negra.

Mais de 60% das mostras foram de criadores da região, o restante foi dividido entre SP e Rio. A média de visitantes variou entre 200 a 300 por mês. Uma das exposições recebidas foi ‘Nós Madalenas – Uma Palavra pelo Feminismo’, da fotógrafa Maria Ribeiro, premiada pela ONU Mulheres, em Nova York, com o Prêmio Ivone Herberts, honraria que reconhece a excelência e relevância do projeto para o empoderamento feminino.

 

Festival Som de Santos terá a grande final nesta sexta-feira

Por Santos Cidade Criativa
.
Com a semifinal realizada em outubro, o Festival Som de Santos, que – neste ano – integra a programação da Primavera Criativa, divulgou as três bandas selecionadas para a fase final do evento. Promovido para incentivar a música autoral na cidade e ampliar as oportunidades para artistas independentes, o festival conta como finalistas Henrique Gospel (gospel), Autêntica (rock) e Usrec (hip hop).
.
A final acontece dia 3 de novembro (sexta), a partir das 20h, no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100 – Centro). A entrada é franca. Realizado pela Prefeitura de Santos, através do Escritório de Inovação Econômica (Segov), e Lobo Estúdio, a organização do evento divulgou os finalistas do Festival, que concorrerão a diversos prêmios.
.
As três bandas selecionadas já garantiram alguma premiação. O terceiro lugar ganhará um mês de aula de violão ou guitarra no Luiz Oliveira Guitar Team e também duas horas de ensaio fornecidos pelo Estúdio Wave Session. O segundo ganhará um ensaio Fotográfico fornecido pelo Lobo Estúdio, 4 ensaios fornecidos pelo Estúdio Wave Session, um mês grátis de qualquer curso na Escola de Música Blackbird Escola de Musica & Arte e um kit de acessórios musicais fornecidos pela Musical Store.
.
Já o primeiro colocado ganhará a gravação completa de uma música, fornecida pelo Estúdio Wave Session e ajuda de custo de mil reais para compra de equipamentos. Segundo os idealizadores, Carla Mariani e Jota Amaral, este é apenas o primeiro evento, que servirá como um termômetro e estímulo para outros a serem realizados nos próximos anos
.
“O primeiro festival Som de Santos tem o objetivo de incentivar a música autoral feita na cidade e ganhar força para realização de edições futuras. Agradecemos a todos que se inscreveram e parabenizamos todos que participaram! Foi muito difícil para os jurados escolher as três melhores bandas, pois todas que se apresentaram na semifinal tinham um nível altíssimo! Aos que não se inscreveram ou não foram selecionados, ano que vem tem mais”, ressaltam.

Curta ‘Nome Provisório’ debate a expectativa familiar sobre os filhos

Por Secult Santos
.
Produzido com verba do 5º Concurso de Apoio a Projetos Culturais Independentes no Município de Santos, da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), o curta-metragem de ficção ‘Nome Provisório’, dirigido e roteirizado por Bruno Arrivabene e Victor Allencar, narra a breve passagem na qual Renata (Glamour Garcia), em meio à espera de sua amiga em um restaurante, se depara com uma família em festa pela gravidez de Márcia e seu marido.
.
 A descoberta do sexo do bebê traz à tona uma importante reflexão. A trama retrata a expectativa familiar sobre um individuo e suas consequências. A produção, toda realizada em Santos, teve envolvimento de cerca de 30 profissionais, além de apoiadores como Unimonte, Madalena Brigadeiros e Black Jaw. Após o período de exibições, o curta-metragem segue em circulação por festivais nacionais e internacionais, cineclubes, casas de apoio e ONGs voltadas à comunidade LGBTT.
.
Terá 50 cópias entregues aos órgãos de cultura e educação do munícipio. O projeto também promove workshop com os realizadores do filme sobre o tema ‘Narrativas Necessárias’. Quarta-feira (11). 19h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss). Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Sen. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Outras informações na página www.facebook.com/doispontosfilmes.

MISS recebe exposição ‘Três Amigos e seus olhares’ nesta semana

Por Vitor Miranda

‘Três Amigos e seus olhares’ é o nome da mostra que será realizada entre os dias 11 e 25 de novembro no Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48/Santos). A abertura será nesta sexta-feira, a partir das 19h, com entrada franca.

A presente exposição reúne um breve extrato da produção recente destes três amigos. Três mostras pessoais e independentes que, contudo, são complementares, dialogam entre si no exotismo das paisagens e na inter-relação das ações captadas. Tendo como pano de fundo a África, um dos berços da civilização brasileira, e suas influências na cultura e no sincretismo religioso.

Parceiros de set em produções de fotografia e vídeos para a publicidade, João Mantovani, Paulo Villar e Vitor Miranda decidiram se juntar neste projeto autoral. Os dois primeiros, Paulo e João Paulo, trabalham juntos há completos 20 anos – afinal são pai e filho. Foi ainda na infância, que flashes, filmes e câmeras analógicos entraram na vida de João. Vitor não é membro da família Villar mas até poderia ser, dada a sintonia que tem norteado a recente amizade oriunda das produções. É o caçula do trio, com apenas 27 anos de idade.

 

MISS recebe lançamento do longa ‘Olympia’, seguido de bate-papo com produtor audiovisual

Por Edgar Siqueira

Dentro da programação do 1º Santos Film Fest, acontece hoje às 20 horas, no Museu da Imagem e do Som de Santos (Av. Pinheiro Machado, 48) o cinedebate com o lançamento do longa ‘Olympia’. O produtor audiovisual Edgar Siqueira conduzirá a mediação do bate-papo. A entrada é franca.

‘Olympia’ é um drama que tem como objetivo trazer uma discussão sobre o fenômeno da corrupção no Brasil e no mundo. A cidade Olympia é uma metáfora para todas as cidades que estão submetidas ao sistema político corrupto atual. A cidade do Rio de Janeiro no contexto dos megaeventos é o cenário da trama. Os bastidores da polêmica construção do campo de golfe olímpico são o ponto de partida para uma história de investigação e coragem na busca pelo esclarecimento de uma verdade histórica.

‘Olympia’ nasce para ir além de uma simples investigação ou denúncia sobre o eterno retorno dos desmandos do poder público. Através de uma narrativa cinematográfica, que valoriza a estética e a liberdade criativa, esse filme vai ao encontro de novos olhares, tanto da sociedade como do indivíduo, refletindo sobre os desafios políticos do nosso tempo.

De Babenco a ‘Mamma Mia’, veja os filmes exibidos nos cinemas públicos de Santos

Por Prefeitura de Santos

Confira a programação até o dia 19 dos Cine Arte Poso 4, Museu da Imagem e do Som e da Cinemateca de Santos.

MISS | Av. Pinheiro Machado, 48

a1Em parceria com o Coral Cênico Broadway Voices e o Museu da Imagem e do Som de Santos (MISS), será exibido o musical ‘Mamma Mia’, atração desta semana, se passa no ano de 1999, na ilha grega de Kalokairi, e acompanha a jovem Sophie (Amanda Seyfried), que está prestes a se casar.

Sem saber quem é seu pai, envia convites para Sam Carmichael (Pierce Brosnan), Harry Bright (Colin Firth) e Bill Anderson (Stellan Skarsgard). Eles vêm de diferentes partes do mundo dispostos a reencontrar a mulher de suas vidas, Donna (Meryl Streep), mãe de Sophie. Ao chegarem, Donna é surpreendida, tendo que inventar desculpas para não revelar quem é o pai de Sophie. A sessão será sexta-feira, às 15h30.

a1A mesma sala, no sábado, às 19h, recebe a sessão de estreia do filme ‘Você só dá aula?’, documentário de 20 minutos de duração, que retrata as situações enfrentadas pelos professores. Por meio de depoimentos de diversos docentes que atuam nas redes particular e pública de ensino, o curta-metragem, realizado pelo Noise Coletivo, mostra que a profissão vai muito além de ‘dar aula’. A direção e o roteiro são assinados Mariana Sposati, a codireção e a fotografia são de Fabiano Keller e a produção, de Caroline Fernandes.

O filme também tem som e montagem de Cássio Santos, com Betinho Neto no design de produção. Após a sessão haverá bate-papo com a equipe do filme e os entrevistados.  Sábado (15). 19h. Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss). Piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão. Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. Gratuito. Informações na página http://www.facebook.com/vocesodaaula.

Cine Arte Posto 4 | Praia x Canal 3

a4Com direção de Joachim Trier, o drama norueguês ‘Mais Forte que Bombas’ explora os laços de uma família formada por homens, anos após a perda da matriarca. A trama traz Jonah (Jesse Eisenberg), que retorna ao lar para participar de uma retrospectiva do premiado trabalho da mãe (Isabelle Huppert), morta em um acidente de carro, como fotógrafa de guerra.

Lá ele reencontra o pai (Gabriel Byrne) e o irmão caçula (Devin Druid), que ainda estão abalados pelo trauma. Com mágoas não superadas, os três buscam uma conexão através das lembranças completamente diferentes que têm da mulher. Em cartaz até o próximo dia 19. Sessões às 16h, 18h30 e 21h. Custa de R$ 1,50 (meia) a R$ 3,00.

Cinemateca de Santos | R. Xavier de Toledo, 42

a3O espaço volta a homenagear o diretor Héctor Babenco e exibe o longa-metragem ‘O Beijo da Mulher Aranha’. O drama se passa em uma prisão na América do Sul, onde dois prisioneiros dividem a mesma cela. Um é homossexual e está preso por comportamento imoral. O outro é um prisioneiro político.

O primeiro, para fugir da triste realidade que o cerca, inventa filmes cheios de mistério e romance, mas o outro tenta se manter politizado em relação ao momento que vive. A convivência faz com que os dois homens se compreendam e se respeitem. Sábado, às 20h.

 

Camilo Cantor: ‘Da Colômbia, o Sonema é um laboratório de experimentações sobre o som’

“Um território colaborativo de experimentação de áudios, uma provocação sobre o ativismo sonoro”. É assim que Camilo Cantor define e partilha a sua experiência sobre o Sonema. O seu depoimento aconteceu em junho, no Museu Pelé (Santos), durante o LAB.IRINTO, encontro internacional sobre de laboratórios de cultura livre e iniciativas cidadãs realizada pelo Instituto Procomum.

O Sonema é um espaço internacional criado em Bogotá (Colômbia) que consiste num crescente número de pessoas e entidades que tem objetivo a criação de um coletivo que pesquise sobre as múltiplas perspectivas do campo do som e a sua interação com o público e o espaço urbano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Relato de Camilo Cantor

Estamos buscando um país sonoro, uma história dos sons produzidos pelas comunidades em diferentes territórios. Nós nos propomos tanto a assessorar projetos interativos e um laboratório de áudio, como de fazer uma rádio em Cartagena (Colômbia)”.

Outro projeto que realizamos é o laboratório. Ao todo, são quatros. Um deles é sobre os cantos tradicionais do lado da montanha, na zona rural colombiana, em que a gente se envolve com campesinos e agricultores, para capturar a sua essência sonora. E nós mostramos esses trabalhos por meio desta nossa rádio-pirata.

*Lincoln Spada