Arquivo da tag: vencedor

Tiago Portto vence Festival de Música Autoral de Guarujá

Por Prefeitura de Guarujá

Com a composição ‘Ainda Pensa em Mim’, Tiago Portto foi o grande vencedor do Festival de Música Autoral de Guarujá – Femag, recebendo o troféu e o prêmio de R$ 2 mil. A premiação aconteceu na última sexta-feira (11/jan), no Teatro Municipal Procópio Ferreira. A iniciativa é da Prefeitura via Secretaria de Cultura.

O segundo e terceiro colocados também receberam troféus e premiações em dinheiro. Edu Quintana, com a música ‘Meditação’, conquistou a segunda colocação e levou R$ 1,5 mil, e o terceiro lugar ficou com a Banda Hibalta, que apresentou a canção ‘Quadros’ levando R$ 1 mil para casa.

O evento foi realizado em dois dias, sendo o primeiro para as apresentações finais dos participantes no dia 10/jan, e o segundo para premiação. Além disso, as 10 composições finais foram acompanhadas na reapresentação durante a premiação, pela Orquestra Municipal de Guarujá, que também criou um novo arranjo para cada obra.

Todos os finalistas receberam certificados pela participação. Entre as categorias de certificação, Melhor Intérprete, foi conquistada por Edu Santana; Melhor Torcida, recebido pela Banda Hibalta; e Música Chiclete, que teve como premiada Sandra Mell.

As 10 canções que estiveram na final constarão no segundo álbum Femag. Os compositores e a Orquestra Municipal começam os ensaios em fevereiro. A direção do projeto será realizada por Sérgio Wisbeck, regente da orquestra e a produção, gravação e divulgação do disco serão da Prefeitura com apoio de parceiros.

 

Unidos dos Morros é a campeã do Carnaval de Santos

A escola de samba Unidos dos Morros é a campeã do Grupo Especial do Carnaval santista de 2016. A agremiação, que já havia vencido em 2014, somou 179,8 pontos e ficou à frente da Mocidade Independente de Padre Paulo, em segundo lugar, com 179, e da Mocidade Amazonense, na terceira colocação, com 178,2.

O quarto lugar do Grupo Especial ficou com a escola Vila Mathias, que conquistou 177,7 pontos, a mesma somatória atingida pela X-9, que terminou a disputa na quinta colocação. O desempate ocorreu pelo critério Harmonia. As escolas rebaixadas para o Acesso são Mocidade Dependente do Samba, com 175,6, e Real Mocidade Santista, com 175,2 pontos.

A apuração ocorreu no Teatro Guarany, no Centro Histórico de Santos, com a participação de cerca de 70 integrantes das agremiações na plateia e grande público concentrado em frente ao teatro, na Praça dos Andradas, que recebeu sonorização para o acompanhamento dos resultados.

As 17 agremiações participantes do Carnaval da Cidade foram avaliadas em 9 quesitos (fantasia, enredo, alegorias e adereços, comissão de frente, mestre-sala e porta-bandeira, evolução, samba de enredo, harmonia e bateria), por equipe de 27 jurados (3 por quesito) contratada pela Liga Independente Cultural das Escolas de Samba (Licess).

Acesso e Grupo 1

Pelo Grupo de Acesso, a vencedora foi a escola de samba Sangue Jovem, que somou 178,2 pontos e que, no próximo ano, retorna ao Grupo Especial. A agremiação rebaixada para o Grupo 1 foi a Império da Vila, com 162,9.

Já o Grupo 1 teve como vencedora a escola Mãos Entrelaçadas, com 174,6 pontos. A agremiação não sobe para o Acesso por ainda ter desfilado como pleiteante. Em 2017, a campeã e a outra pleiteante do grupo, Unidos da Baixada, em segundo lugar, com 170,7 pontos, concorrem mais uma vez no Grupo 1, mas disputando a ascensão.

Punições em pontuação

No início da apuração, a Comissão de Carnaval informou punições em pontuação aplicadas às escolas. A X-9 perdeu 0,4 por tentar adentrar a Passarela do Samba Dráusio da Cruz com carro alegórico de altura superior a 10 metros, o que ocasionou a quebra de alegoria do veículo.

Outras escolas também receberam punições. Pelo Grupo de Acesso, a Império da Vila teve desconto de 6 pontos por não atingir o número mínimo de componentes. Já a Unidos da Zona Noroeste foi descontada em 0,2 por exceder o tempo de desfile em 2 minutos.

No Grupo 1, a Imperatriz Alvinegra foi penalizada com a perda de 0,1 ponto e a Dragões do Castelo com 0,3. Ambas desfilaram com quantidade de integrantes abaixo do permitido na Ala das Baianas.

*Prefeitura de Santos

‘Projeto Bispo’ é premiado no 1º Festival de Teatro de Barbacena

O espetáculo santista ‘Projeto Bispo – Tratados como bicho, comportam-se como um’ foi a principal montagem do 1º Festival Nacional de Teatro de Barbacena, em Minas Gerais. O grupo O Coletivo foi contemplado com os prêmios de melhor espetáculo, melhor cenografia, melhor maquiagem, melhor ator com Wendell Medeiros, melhor atriz com Renata Carvalho e melhor direção com Kadu Veríssimo.

A trama é uma colagem de experiências sobre moradores em situação de rua com a trajetória artística e de vida de Arthur Bispo do Rosário, artista plástico notório no cenário brasileiro com centenas de obras criadas em sucata: de estandartes até objetos domésticos. No entanto, em vida, foi duramente marginalizado a ponto de passar décadas internado no Hospício Pedro 2º ou Hospício da Praia Vermelha.

02O drama das casas de internação e a luta antimanicomial é também aliado a um dos fatos mais tristes do próprio município mineiro. É que lá ocorreu a permanência do Hospital Colônia, instituição semelhante onde mais de 60 mil pessoas perderam a vida pelas condições insalubres e tratamentos de lobotomia e psiquiátricos condenáveis. Tais dramas foram retratados no livro-reportagem ‘Holocausto Brasileiro’, que ajudou na composição do teatro de rua premiado.

Temporada em Santos

A temporada do ‘Projeto Bispo – Tratados como bicho, comportam-se como um’ prossegue em julho a partir do dia 13. A peça percorre as ruas do centro com seus personagens cheios de paixões, loucura e incompreensão. A direção é de Kadu Veríssimo. Saída da Praça Mauá e término na Casa da Frontaria Azulejada. Rua do Comércio, 96, Centro. Classificação: 18 anos. 20h. Ingressos: Uma lata de leite em pó ou um quilo de alimento não perecível. Todas as segundas-feiras de julho.

*Lincoln Spada